Global Business Trends Program

  • Modalidade Cara a cara
  • Idioma Espanhol
  • Duração 01 a 05 de junho de 2020
  • Horário Segunda a Sexta das 09: 00h às 20: 00h
  • Estágios profissionais Trabalho em rede
  • Matrícula Aberto



Global Business Trends

O Global Business Trends Program é um projeto acadêmico vinculado ao conhecimento, compreensão e interpretação das tendências globais contemporâneas que definem o novo teatro de operações em diferentes campos e como esses contextos condicionarão a realidade dos negócios globalmente.

Baixar folheto
  • Por que esse programa?
  • Conteúdo
  • Perfil do participante
  • Claustro
  • Metodologia e titulação
  • Duração e calendário
  • Bolsas e condições especiais
  • Preço, acesso e entrada
  • Informações adicionais

O Global Business Trends foi desenvolvido para fornecer aos participantes um alto nível de qualificação, além de aumentar a capacidade de liderança em conhecimento e habilidades práticas.

  • Em particular, procura treinar o assistente para:
  • Conhecer e entender os principais conceitos da atual conversa global.
  • Identifique as diferentes tendências e riscos para os interesses da empresa.
  • Analisar a origem e a evolução recente dos principais desafios e ameaças ativos no mundo.
  • Fortalecer as capacidades analíticas e críticas que permitem uma melhor compreensão das questões políticas, sociais e econômicas mais relevantes.
  • Revise as mais recentes tecnologias relacionadas à empresa nos setores estratégico, financeiro, operacional, comunicação e capital humano.
  • Promover redes internacionais entre participantes e palestrantes convidados.
  • Para gerentes e líderes de negócios, a tomada de decisões estratégicas deve ser realizada de maneira rápida e correta, de uma perspectiva integral, com base em um conhecimento profundo dos fatores que farão diferença no resultado obtido.

O paradoxo é que, em um contexto perturbador, volátil e global, o desafio para os executivos é gerenciar a grande quantidade de conteúdo necessária para decodificar a complexa realidade social, política e econômica de um mundo cada vez mais conectado.

Portanto, para os CEOs e CEOs, é necessária uma análise das questões palpitantes que determinam a evolução de nossa sociedade e que permite a tomada de decisões que geram valor para suas organizações e partes interessadas.

 

Conteúdo

1. CONTEXTO POLÍTICO E ECONÔMICO

O mundo está agora imerso em uma paisagem geopolítica turbulenta. Portanto, para ter uma perspectiva global do que está acontecendo no campo da política e da economia, é necessário analisar essa realidade complexa e volátil. É cada vez mais difícil canalizar soluções para cenários não percorridos anteriormente, o que nos leva a enfrentar novas estruturas que exigem receitas renovadas. Isso gera que atores novos e clássicos sejam analisados ​​de acordo com os diferentes elementos que encontramos em um ambiente instável.

• O custo político em um teatro geopolítico líquido de operações

Diante de um ambiente estratégico em transformação rápida e profunda, as ações têm cada vez menos tempo para serem testadas. Esse fenômeno é visto claramente na composição dos parlamentos nacionais das democracias ocidentais, onde a polarização da sociedade se traduz na incapacidade de desenvolver legislaturas completas. Isso introduz um elemento perturbador na vida dos cidadãos, pois impede medidas para se adaptar a esse novo contexto, além da repetição de eleições com mais frequência do que o habitual. Em um mundo hiperconectado, isso cria um efeito de arrastamento que diz respeito às relações entre estados, facilitando o surgimento de atores que buscam instabilidade como habitat estrutural para obter benefícios.

• Guerras comerciais intercontinentais: empresas ameaçadas

Estamos em uma nova era, na qual as relações entre os diferentes atores não servem mais para entender sua dinâmica, elas se tornaram obsoletas. A hegemonia está em disputa e o centro de gravidade internacional se move do Atlântico para o Pacífico, com a China como eixo desse novo contexto geopolítico. Até que a transição esteja completa, assistiremos a uma série de conflitos e ao surgimento de fenômenos perturbadores que colocarão a economia global em xeque. Tarifas, vetos, sanções ... todos os mecanismos possíveis para manter ou aumentar o status quo. No meio, um oceano de empresas que vêem como seus interesses são prejudicados e têm poucos recursos para se defender.

• O que pode ser entendido pela regeneração política

O século XXI começou com a garantia de que a democracia se consolidaria como sistema hegemônico, sem nenhuma discussão. No entanto, em 2008 tudo saltou devido à crise financeira, que mais tarde se tornou a pior crise econômica desde os anos 30 do século passado. Desde então, novos tipos de democracia estão surgindo: imperfeitos, híbridos ... Tudo dentro de um processo de regeneração com destino incerto. Uma incerteza que preocupa o tecido dos negócios em um estágio de forte internacionalização da atividade.

• Populismos como retórica do poder: a era dos hyperliderazes

A atual situação econômica recompensa certezas sobre incertezas e, nesse contexto, uma nova classe dominante caracterizada por hiper-liderança está se consolidando. Temos exemplos em vários países que deslocaram líderes anteriores para consolidar a figura daqueles que garantem crescimento econômico e segurança em troca de certas restrições às liberdades individuais ou à gestão opaca das instituições. Com o risco de novas crises econômicas, é necessário analisar como esses eleitores se comportarão e se esse modelo de gestão passará ou será imitado por outros países.

• Radicalização e novas formas de terrorismo

Quando houve consenso de que a queda do Muro de Berlim significou o fim do século 20, em 2001, houve um ataque brutal no coração do poder dominante que mudou a paisagem. A resposta dos Estados Unidos foi rápida e deu lugar a um estágio com um novo conceito de terrorismo. Agora, quase duas décadas depois, o quadro permanece instável com novas formas de terrorismo, cada vez mais complexas de entender. A radicalização dos ocidentais está funcionando como um elemento absolutamente perturbador e os estados lutam em diferentes frentes contra essas ações. Enquanto isso, a luta se move para países como a Síria, onde diferentes poderes intervêm para controlar a situação e se proclamam como os novos defensores da paz antes do rearmamento do auto-denominado Estado Islâmico.

2. CONTEXTO SOCIAL

A globalização como fenômeno social contém características que beneficiaram o ser humano. Desde o início do século XXI, uma série de novos elementos mudou a maneira como entendemos o mundo: movimento de pessoas, livre comércio, maior competitividade, mobilidade de talentos ... Esse novo caldeirão de culturas, certamente enriquecedor, também gerou tensões reveladas em reações discriminatórias baseadas em gênero, raça ou religião; tudo ligado a uma grave crise econômica global que transformou a classe média de predominante em ameaçada. Diante de uma demografia em mudança, é urgente entender essas novas realidades.

• Mudanças demográficas: migrações e relações internacionais

Embora seja complexo determinar as razões das migrações atuais, que incluem questões sociais, ambientais, econômicas, políticas ou de segurança, isso pode ter seus efeitos coincidentes: milhares de refugiados serão mobilizados de seu país de origem para outro em que eles podem viver em paz. Os fluxos migratórios aumentaram nos últimos anos com a chegada maciça de imigrantes e refugiados de países em guerra, como o Iraque ou a Síria, aos países da União Europeia, principalmente a Alemanha e os nórdicos. Esse fenômeno também ocorre na América Latina, com um forte movimento migratório da América Central ou Venezuela para todos os países da região. A maneira de enfrentá-lo, com políticas mais ou menos abertas, marcará como gerenciar a coesão social; a paz social dependerá da coexistência entre os diferentes setores da sociedade.

• Diversidade: um novo papel para as mulheres

O crescente papel dos movimentos sociais, articulado em torno do feminismo, é um fenômeno poliédrico que definirá parte da agenda global nos próximos anos. Expressões como “teto de vidro” ou críticas ao patriarcado estrutural nas sociedades ocidentais deram lugar a novas abordagens que dizem respeito a políticas de igualdade ou cotas em algumas áreas, e que estão criando as condições para uma verdadeira mudança social. Além disso, o movimento “Eu também” serviu para denunciar práticas inaceitáveis ​​em todas as camadas da sociedade. O feminismo da quarta onda agora tem a missão de ajustar suas próprias contradições e debates internos para que suas propostas sejam consolidadas.

• Desigualdade na sociedade contemporânea: perdedores e alternativas

Um dos principais descasamentos do modelo capitalista é a desigualdade que gera. Já em sua criação, deixou claro, no nível teórico, que o sistema de oportunidades que defendia não seria a plataforma para toda a sociedade alcançar o sonho americano. Agora, em uma situação econômica distante da era do boom, uma nova vítima, a classe média, é introduzida. Verificamos quão especialmente na América Latina representa um setor da população em risco; É uma parte da sociedade que durante os primeiros anos do século XXI emergiu da pobreza para se estabelecer no modelo de consumo, mas agora olha para o futuro com medo. Essa realidade é uma das responsáveis ​​pela forte instabilidade política da região, na qual nenhum país parece se livrar dos protestos com um resultado incerto.

• Gerações e novos padrões de identificação e relacionamento

É de especial interesse identificar o mapa geracional que está estruturando as sociedades ocidentais. Diferentes gerações, rotuladas como tradicional (ou filhos do pós-guerra), baby boomers, geração X, geração Y (ou geração do milênio) e geração Z, são enquadradas em períodos temporários destacados por eventos sociais, políticos, econômicos ou tecnológicos, que causaram a desenvolvimento de estilos de vida comuns, visando efetivamente enfrentar as condições prevalecentes. Embora a ampla diversidade intragrupo deva ser reconhecida em cada um deles, também é verdade que toda uma série de padrões comportamentais e de atitude que permitem sua segmentação sociológica pode ser registrada. Os novos consumidores dão maior importância às relações que estabelecem com as marcas, com as quais esperam alcançar um diálogo permanente que se traduz em propostas personalizadas.

3. CONTEXTO AMBIENTAL

A situação do planeta exige medidas urgentes para tentar reverter as mudanças ambientais, buscando minimizar as conseqüências do atual modelo de produção. Essa situação não deixa mais ninguém indiferente e toda a sociedade entendeu a seriedade da situação. O compromisso dos cidadãos parte do setor público e privado, com medidas destinadas a reduzir as emissões de gases poluentes e uma nova interpretação da mobilidade e do consumo. Os objetivos desta etapa devem ter como objetivo permitir a sustentabilidade que não deixa para trás nenhum setor da sociedade e passará pela revisão dos padrões atuais de produção e consumo, bem como o uso de recursos de maneira sustentável.

• A gestão de ecossistemas na perspectiva do consumo

Os grandes desastres naturais, acelerados pelas mudanças climáticas, criaram danos insondáveis ​​aos nossos ecossistemas. Furacões, terremotos e incêndios se seguem sem saber com certeza quanto custará para recuperar-se dos danos. Uma vez assumidos que os recursos são finitos, o gerenciamento correto e responsável deles marcará o futuro. Esta seção inclui o consumo relacionado ao turismo, nem sempre alinhado aos interesses ambientais. A isto se acrescenta a administração dos recursos hídricos, um debate silenciado e decisivo para garantir que as guerras do futuro não sejam pelo petróleo, mas pelo controle da água.

• Desenvolvimento sustentável nos negócios: a busca pelo equilíbrio

Nas preocupações das empresas, é comum encontrar um amplo espaço relacionado a questões ambientais. Hoje, mais e mais empresas estão se apresentando ao mundo de maneira ambientalmente correta, colocando a sustentabilidade no centro de suas políticas. Um interesse genuíno pela causa está vinculado a um retorno no mercado; as novas gerações pedem que suas marcas se aproximem de seu modelo social, e não vice-versa. Isso pode ser verificado andando pelas lojas das marcas mais relevantes ou navegando em seus sites, não há detalhes deixados de fora. A sustentabilidade como paradigma é um fato e quem não o incorpora terá que arcar com um alto custo.

• Gestión de los recursos en un nuevo modelo de ciudad

Nossa realidade é condicionada pelas cidades a um ponto sem precedentes na história. As cidades cresceram em população, concentrando a maior parte da humanidade. Os centros urbanos aumentaram em tamanho e número e mudaram sua estrutura e organização para se tornar a forma mais comum de ocupação do território. Da mesma forma, as cidades se tornaram os maiores centros de consumo e poluição. As metrópoles também oferecem estímulos e oportunidades que as tornam tão atraentes e permitem eficiência, eficácia e níveis inatingíveis de bem-estar em outros lugares. Além disso, eles são o espaço natural da Sociedade do Conhecimento: é onde eles pensam, criam e inovam mais, valorizando o talento essencial para enfrentar os desafios que o futuro coloca.

4. TRANSFORMAÇÃO TECNOLÓGICA E DIGITAL

O ritmo da quarta revolução industrial avança implementando novas tecnologias no sistema de produção e tornando necessária uma série de reformas inevitáveis. A transformação atual é uma mudança radical com a aplicação das tecnologias digitais em todos os aspectos da sociedade humana. Essa revolução terá uma velocidade vertiginosa, fazendo com que as novas tecnologias tenham um impacto crescente nas empresas em todo o mundo. Ao mesmo tempo, adaptarão os hábitos do consumidor, exigindo cada vez mais qualidade, proximidade e imediatismo. Os avanços tecnológicos prometem mudar tudo em apenas alguns anos. E é claro que esta era tecnológica tem, precisamente, muitos riscos que precisam ser analisados ​​para prevenir ou corrigir.

• Cibersegurança e seu impacto na organização

Analisando os diferentes ataques cibernéticos sofridos por empresas que estão passando por um crescimento exponencial, um fator comum é detectado: não ter dado relevância suficiente à segurança de seus sistemas. Embora o investimento em segurança física não seja questionado, ainda há progresso no plano cibernético. As novas instalações críticas não são mais protegidas com medidas ativas, mas com elementos de segurança passivos. A chegada do blockchain foi um dos grandes avanços no gerenciamento de informações, agora as organizações têm um novo mecanismo para construir novos processos. Permite realizar os procedimentos usuais a uma velocidade mais alta e a um custo menor. Também fortalece a transparência e acelera o monitoramento das ações. Como qualquer elemento disruptivo, ele traz riscos. Portanto, a segurança cibernética deve ser tratada de forma abrangente.

• Desempenho para análise de dados: da teoria ao lucro

Os dados são o novo petróleo. Saber o que a análise de dados significa para nossa organização é o que determinará parte do sucesso dos negócios. Vivemos em um mercado em que a informação é o ativo mais importante das empresas e sua administração, um desafio. O uso correto desses dados permitirá conhecer e identificar as mudanças no comportamento dos consumidores no momento; corrija as ações que não estão alcançando-as e reduza a margem de erro ou simplifique os processos. Estamos em um cenário em que saber como obter um desempenho econômico dos dados gerados em nosso ambiente pode ser a chave do sucesso e o que faz a diferença para as empresas do setor. Para isso, será necessário que as organizações tenham mecanismos para reter talentos.

• Interrupção de conectividade e comunicação

Atualmente, existe uma nova elite de negócios que substituiu a clássica; As empresas de tecnologia conhecidas como GAFA (Google, Amazon, Facebook e Apple) são os novos dominadores. Ao mesmo tempo, vemos como estamos caminhando para um mundo hiperconectado, um cenário impulsionado pelo próximo salto de velocidade com a chegada iminente da quinta geração de redes móveis, o 5G. Após sua chegada, nada será o mesmo, tanto em nível pessoal, Como no local de trabalho. Podemos ter mais dispositivos conectados ao mesmo tempo, compartilhando informações em tempo real, o que significará uma revolução no campo da saúde, agricultura ou comércio internacional. Por outro lado, há um excesso de dependência da tecnologia em um contexto de vulnerabilidade.

• A digitalização de empresas: big data, IoT e IA

As empresas estão se transformando e as organizações migraram para o espaço digital. Esse contexto força a se relacionar com alguns conceitos desconhecidos. Espera-nos uma revolução sem precedentes, que transformará não apenas os recursos, mas, sobretudo, as mentalidades daqueles que a administram, identificando oportunidades sem precedentes. Estar preparado para avançar nesse novo ambiente é essencial, principalmente para os profissionais com funções gerenciais que são chamados a liderar essa transformação.

5. O NOVO PARADIGMA DE EMPRESAS E CORPORAÇÕES

Nunca antes as empresas foram tão expostas ao escrutínio da sociedade. A situação atual exige uma mudança de paradigma em que a sobrevivência corporativa é permitida em um ambiente em mudança e possibilita o desenvolvimento de negócios lucrativos a curto e longo prazo. A empresa reivindica empresas com visão, missão e objetivos claramente definidos. As empresas que sobreviverem serão aquelas que possuem uma cultura organizacional que gera compromissos com a sociedade e permite o desenvolvimento de projetos para melhorar a qualidade de vida da comunidade.

• Valores éticos compartilhados: argumento e reputação

Apenas algumas décadas atrás, havia muito poucas empresas e instituições que definiram claramente os valores que guiavam seu comportamento, sem falar nas que assumiram e projetaram um determinado compromisso ético. Hoje, a sociedade não apenas reivindica, mas exige que todos os atores tenham uma dimensão pública, estabeleçam, vivam e transmitam esses valores. O entendimento, em um mundo cada vez mais globalizado, exige diálogo, acordo, convergência entre as diferentes mentalidades éticas que articulam as diversas culturas que nele vivem. É um passo essencial para alcançar um entendimento que não para nas fronteiras ou preconceitos e que estimula o intercâmbio em todos os níveis. Trata-se de conhecer, entender e gerenciar os critérios éticos que movem e movem o mundo.

• O objetivo e a necessidade de se adaptar a novos contextos

Nos últimos anos, houve um empoderamento do consumidor, passando de contribuinte para agente social com grande capacidade de influenciar empresas e instituições. Agora, a nova regra é que as pessoas influenciam as pessoas. Diante desse novo cenário, há uma grande confusão nos comitês de direção por não saberem se conectar com os diversos públicos e, em particular, com os clientes. E a resposta é aplicar uma mudança na abordagem das empresas, pois o desafio é concentrar esforços, encontrar esse link de conexão. Em resumo, encontre um objetivo compartilhado que transcenda a mera transação comercial.

• Confiança e transparência

Transparência e confiança são conceitos completamente inseparáveis. No futuro, eles serão muito mais que uma declaração de intenções. Um invariavelmente leva ao outro e juntos eles constituem uma garantia inquestionável do futuro. Em um mundo em que as informações, muitas vezes contraditórias, circulam a uma velocidade vertiginosa, a melhor maneira de defender a reputação de alguém é antecipar ameaças, sendo mais claras e precisas do que aqueles que nos questionam. Conseguir isso não é fácil, requer gerenciamento eficiente e coordenado dos recursos de comunicação.

• O mundo, modas e marcas

Nunca como antes, as marcas foram tão decisivas no estabelecimento de vínculos duradouros com seus públicos muito diversos. Esses links são o fator mais forte para garantir o futuro das empresas por trás deles. Ainda mais em uma economia em que as vantagens diferenciais são cada vez mais rápidas e facilmente replicáveis. Modas e tendências se sucedem a tal velocidade que apenas a criação de afinidade, preferência e lealdade é capaz de construir esse capital de confiança que será traduzido no futuro. Para garantir a sustentabilidade das empresas, é necessário entender o processo de geração e disseminação da moda que torna as marcas próprias.

6. VISITAS CORPORATIVAS

As visitas profissionais têm como objetivo que os participantes conheçam em primeira pessoa a realidade de empresas, entidades e organizações. Esse conhecimento em primeira pessoa é muito útil para contrastar experiências reais que podem ser usadas como referência posterior no design no design de novas estratégias e planos de ação.

Perfil do participante

  • O Global Business Trends é um programa altamente especializado, projetado para gerentes:
  • Que eles têm uma posição de grande responsabilidade na tomada de decisões de suas empresas.
  • Para quem a projeção de sua carreira exige atualização, tanto do conhecimento quanto da interpretação do cenário em que se movem.
  • Eles buscam desenvolver seu potencial profissional e liderança na própria equipe e em sua organização.
  • Eles estão interessados ​​em otimizar seus conhecimentos e habilidades..
  • Que na época eles participaram de um MBA.
  • Que eles tenham pelo menos dez anos de experiência em cargos de responsabilidade gerencial.
  • O perfil do aluno será heterogêneo, com diferentes nacionalidades, setores e indústrias
  • O grupo é limitado a um máximo de vinte e cinco alunos para receber tratamento personalizado e garantir a participação e o debate dos participantes.

Claustro

O claustro é formado por profissionais ativos com ampla experiência internacional, que combinam uma carreira de prestígio com uma atividade de ensino comprovada.

Alberto del Rey Poveda

Professor titular

(Universidad de Salamanca)

Ana Pellicer Vázquez

Especialista em Programação

(Casa de América)

Carlos F. Lahoz

Vice-presidente

(Patronato de la Fundación Arquitectura - COAM)

David Llorente

CEO

(Narrativa)

Eduardo Madina

Diretor da Unidade de Pesquisa

(Kreab)

Elena Ruiz Ruiz

Senior Manager

(Forética)

Federico Aznar

Professor

(Centro Superior de Estudios de la Defensa Nacional)

Helena Pons-Charles

Advogado Sênior na Digital Crimes Unit

(Microsoft)

José Luis Ayllón

Diretor Sênior de Contexto Político

(LLYC)

José Manuel Velasco

Presidente

(Ex Global Alliance for Public Relations & Communication Management)

Juan Emilio Maíllo Belda

Diretor de Comunicação

(Telefónica)

Miguel Aguado

Socio Director

(B-LEAF)

Nicolás de Pedro

Diretor de Pesquisa e Senior Fellow

(Institute for Statecraft)

Ricardo Lenoir-Grand Pons

Security Manager

(International SOS)

Metodologia e titulação

Metodología

A abordagem do curso envolve o uso de metodologias dinâmicas e interativas que permitirão aos participantes aproveitar ao máximo as sessões e atividades propostas.

Em particular, eles serão feitos:

* Sessões para abordar os diferentes assuntos do programa através de conteúdo teórico chave, apresentação de casos e discussões em grupo.

* Visitas corporativas eles têm como objetivo que os participantes conheçam em primeira pessoa a realidade de empresas, entidades e organizações. Esse conhecimento é muito útil para contrastar experiências reais que podem ser usadas como referência posterior no desenho de novas estratégias e planos de ação.

* Espaços de rede compartilhar experiências entre estudantes e professores, bem como outros profissionais do setor.

Titulação

Diploma do Programa de Tendências Globais de Negócios

Duração e calendário

  • Duração: 1 semana
  • Data de início: 22 de junho de 2020** Em 21 de junho à tarde, será realizado um pós-trabalho de boas-vindas e networking
  • Data de conclusão: 26 de junho de 2020
  • Horário: Segunda a Sexta das 09: 00h às 20: 30h ** Alguns dias haverá um jantar de colóquio ou atividade social
  • Modalidade: Presencial
  • Carga de leitura: 75 Horas / 3 ECTS

Bolsas e condições especiais

No caso de aplicação de bolsas e condições especiais: 

  • O pagamento da mensalidade (450 €) é essencial para poder ter o local reservado
  • A programação e as datas de pagamento serão definidas em cada caso, em particular após o recebimento da carta de admissão. De qualquer forma, o pagamento do valor total deve ser feito antes de 15 de junho de 2020.
  • 20% de desconto para inscrição antecipada antes de 05 de junho de 2020
  • Bolsa de 25% para convênios com universidades e associações.
  • Bolsa de 30% para graduados e ex-alunos da EIC.

* A taxa de inscrição (450 €) está isenta de desconto

* Bolsas e descontos não são cumulativos

* O valor pode variar para universidades e entidades com as quais o EIC tem um contrato

Preço, acesso e entrada

2.950 € (450 € de inscrição)

Para a avaliação da sua candidatura, os seguintes documentos devem ser fornecidos:

  • Pedido de admissão preenchido corretamente
  • Currículo atualizado

* Com pelo menos dez anos de experiência em cargos de responsabilidade gerencial
* Além disso, o treinamento em MBA será valorizado

    Para solicitar mais informações sobre como se inscrever, escreva para: secretaria@eicomunicacion.com

    Informações adicionais

    Fazer um programa internacional é uma experiência única e estimulante. Estamos cientes de que você deve ter o máximo apoio e as melhores garantias possíveis de sucesso para tornar essa experiência uma viagem inesquecível. Ao se inscrever neste programa, você tem direito a um serviço de aconselhamento personalizado para atender às necessidades de viajar e estudar na Espanha. O programa:

    Inclui:

    • Bem-vindo depois do trabalho

    • Sessões de treinamento

    • Transferências para visitas corporativas

    • Coffee breaks

    • Documentação

    • Diploma

    Não inclui:

    • Passagem aérea

    • Hotel e gerenciamento (exceto exceções no programa)

    • Traslados (uma exceção dos inclusos no programa)

    A reserva do local será totalmente reembolsada até 7 dias antes do início das aulas, se você decidir não fazer o curso.

    No caso de cancelamento ou variação nas datas de início do programa pela EIC, o valor total pago será reembolsado.

    A conclusão final do curso nas datas programadas está sujeita à configuração de um grupo mínimo de participantes.

    Solicitar informação

    * Campos obrigatórios

    Solicitar informação

    * Campos obrigatórios

    Aviso

    O presente website utiliza cookies, próprios e de terceiros, para a melhora dos nossos serviços e da sua experiência como usuário. Se você continuar navegando, consideramos que aceita a sua utilização. Cookies

    Aceitar Cookies